16 de fev de 2018

Cartas, cafés e cicatrizes: Gaiola

O trecho a seguir é parte de um capítulo de Cartas, cafés e cicatrizes, minha história disponível no Wattpad. É a visão de um dos protagonistas, o Matheus, sobre o amor.
Espero que gostem e bom final de semana!
....................................................................................................................................
Talvez a função de algumas pessoas nas nossas vidas seja exatamente essa, aparecer, transformar, nos tornar mais humanos e deixar com que queiramos ser salvos. E só então, partir.
Talvez Luna Caterina não devesse ficar na minha vida e muito menos ao meu lado.
Talvez o papel dela já tenha sido cumprido e eu também já tenha atingido tudo o que precisava na vida dela.
Eu não sei.
Nunca acreditei muito em finais felizes como os que mostram nas comédias românticas.
O amor não deve ser um desafio nem um objetivo a ser conquistado, e disso eu tenho certeza que nunca vou esquecer. Porque o amor se revelou para mim como paz, equilíbrio e aceitação.
O amor me mostrou que, ao aprender a amarmos o que somos, amar outra pessoa é ainda melhor. É libertador.
E depois de experimentar o vento no rosto após conseguir voar pela primeira vez, apesar do tombo, eu não queria mais voltar para àquela gaiola.

Nunca mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário