6 de mai de 2016

Colaboração: Feminismo

Boa noite, Contadores de Estrelas! Estou aqui eu, surpreendentemente no segundo dia consecutivo, para adicionar conteúdo no blog. A minha ideia sempre foi me libertar e me expressar, mas preciso dizer que há coisas que a gente não deve ignorar, e mais ainda: tem palavras que são escritas e NECESSITAM que sejam lidas.
Exatamente por esse motivo, decidi postar um poema de um colega de escola, pelo tema, pelo conteúdo e pela forma de escrita.
Espero que gostem, e POR FAVOR, prestem atenção.
Bom fim de sexta!

Fonte: Zebra Comunicação

FEMINISMO
Tenho medo, receio do que está lá fora
Seja da física força bruta
Ou da ignorância que dos “cérebros” aflora
Proclamando a CULPA em minha conduta
Eu me dou ao RESPEITO
As pernas à mostra são de minha governança
Mas é você que porta o defeito
Apesar que o ESTUPRO seja liderança
As lutas do feminismo não são importantes
Até porque as 15 que morrem no Brasil por dia
Se permanecessem em casa não contestantes
Não seriam vítimas da COVARDIA
Nunca foi assim e não será, pois ressalvo:
Quieta e em casa possuem um CASAMENTO abençoado
Para a sociedade, sim, pois para o marido é um alvo
Fácil, frágil, submisso e que deve ser controlado
Mas uma coisa afirmo
Cada mulher que morre pela ignorância
É um símbolo da sociedade repugnante
Que mata, discrimina e odeia por simples intolerância
E enquanto assim for,
Viveremos em meio a incerta interrogação
Se possível será compor
Uma sociedade livre da discriminação
A mulher é uma consciência
Merece direito, voz, vez e RESPEITO
A roupa que ela usa não é uma saliência
São seus olhos repletos de preconceito
Os direitos que elas buscam são incontáveis
Não são somente $alários, mas sim Possibilidades
Contudo, um dos aspectos mais desejáveis:
A conquista do RESPEITO e das IGUALDADES.
Leonardo Cristovam de Jesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário