6 de abr de 2015

Pensamentos e chocolates

Como de costume em todo feriado, fui para a casa dos meus pais. Todos foram.

Na viagem de volta, a qual escolhi voltar de ônibus, vendo a paisagem da minha cidade natal, eu me sentia sozinha de novo. 

Como sempre desde muitas coisas. 

Agora, um dia depois da Páscoa, sozinha com meus doces e meus livros, só consigo pensar que trocaria todos esses chocolates pelos seus abraços esmagadores.

Por que você não está aqui, ehn?

Você sabe, e eu sei que sabe, que o que tivemos nunca vai conseguir ser ruim.

Dói em mim ainda pensar que o nosso presente virou passado, e que no futuro não temos um ao outro.

Queria poder voltar ao começo, sabe?

Antes de as coisas terem sido quebradas. 

Não guardo rancor. só tem um vazio chato aqui em mim que não tinha antes de você.

Ao contrário de sempre, pensar em você não em faz querer chorar. Me faz abrir um sorriso triste. 

Eu sei que eu terminei. Mas não, não foi isso.

O fim veio antes do "não dá mais". 

Dizem que pra quem ama sempre há jeito.

Querido, justo por te amar demais que te deixei abrir suas asas e voar para longe de mim.

E não retirando, mas redizendo tudo o que eu disse no começo desse texto, não trocaria meus chocolates pelos seus abraços.

Eles, ao contrário de você, vieram com a certeza de que acabariam rápido. Eles não tem garantia nem comprometimento de durarem.

Mas pelo jeito, você também não tinha. 

2 comentários:

  1. Eles, ao contrário de você, vieram com a certeza de que acabariam rápido.

    Poxa, Lê, me machuca mesmo ;-;

    -Lê Medeiros

    ResponderExcluir
  2. Asauhuhsuhahusa, desculpa! Não era minha intenção! Juro!

    ResponderExcluir