26 de abr de 2014

RE: Estou com saudades

Sabe o que eu mais gostava em você?  O fato de você transbordar. Pelos, olhos, pelos dedos. Pela boca. Eu amava o fato  de você ser totalmente você. E de esse você ser totalmente meu. Eu amava quando você bagunçava meu cabelo, mesmo que isso me irritasse. Eu amava quando acordava e havia um papel jogado na minha escrivaninha com alguma coisa escrita. "Nós somos um do outro", você dizia (e escrevia) sempre. Eu amava a sua sinceridade, não aquela de dizer tudo oque pensa, mas aquela de agir como fala. Amava sua empolgação ao me mostrar aquela música que lançou a pouco tempo e que você já está viciado, sei disso, te conheço. Amava o fato de você estar comigo. Achei que isso continuaria por um longo tempo. Mas você fez as malas e voou para longe. Para longe de tudo, para longe de mim. Agora recebo essa carta com todos esses teus sentimentos entaladas na garganta e estou te respondendo que você foi porque quis. Eu não te expulsei, mas deixei a porta aberta para você se decidir. Pois é isso que quem ama faz, deixa livre, e se retornar, saiba que ainda te espero aqui. Não sei por quanto tempo, afinal não sou o Luan Santana pra te esperar por 10, 20, 30 anos. Eu sou a sua garota, a garota que você conhece e que não gosta de se sentir presa. A garota com gênio difícil que é toda derretida por dentro.

Quer saber? Eu ainda te amo, e duvido que essa condição mude tão rapidamente.

Mas nem sempre o amor é o suficiente. Eu preciso de presença, de confiança, de apoio. De você. Aqui. Pertinho de mim. Mereces um futuro ótimo, reconhecimento e uma mala com muitas experiências e histórias para contar aí de fora. Mas qual a graça de sair se não tem para onde voltar?

Outra coisa. Não vou esperar por tanto tempo. E é sério. Logo depois de enviar essa carta, hoje mesmo, estou indo fazer meu passaporte. O orçamento do meu intercâmbio já foi feito, tenho a metade do dinheiro e o resto vou ganhar de presente dos meus pais. Eu estou preparando meu primeiro voo solo, e pode crer que não vai ser o último. Então me espera aí, ou volta logo, porque para se desencontrar é só piscar. Os nossos caminhos podem estar entrelaçados mas quantas estradas ainda vão passar pelo meio? Quantos quilômetros?

Na outra esquina ou em outro continente?

Só espero que não demore, porque se eu achar alguém que esteja comigo, de corpo e alma, eu vou me agarrar a essa oportunidade.

Afinal, eu também mereço ser feliz.

Estou te esperando, mas não por muito tempo.

Sempre sua.




Nenhum comentário:

Postar um comentário