21 de fev de 2016

É, amor, você deve ir lá e se amar você mesmo.


Leia ouvindo:



Sabe, todas as vezes que você fez com que eu me sentisse tão pequena que não poderia alcançar nem o primeiro degrau, sabe aquela vez que você usou o que eu fiz pra se dar bem, sabe quando você gritou comigo e fez com que eu acreditasse que a culpa de tudo ter dado errado era minha.

Sabe, eu nunca fui a culpada.

Eu estou seguindo em frente e você deveria fazer o mesmo, não seja uma pessoa diferente do que diz ser, sabe, se você é tão bom...

Sabe, de todas as coisas que eu lembro as que mais doem são as coisas que eu abri mão por tua causa. Todas as vezes que eu deixei de ser eu mesma pra te agradar, todas as vezes que eu fracassei. Você me transformou num fracasso, e isso eu nunca vou perdoar.

E você continua me ligando e continua me atormentando só pra, mais uma vez, tentar fazer com que eu seja a culpada de tudo o que você e só você fez questão de quebrar, e fez questão de quebrar na minha frente, dizendo que eu te obriguei a fazer isso. Por que eu não podia ser uma boa menina, ein? Sabe quantas pessoas gostariam de estar no meu lugar?

Pois bem, azar o delas. Eu não quero mais ocupar esse lugar, essa posição tão baixa no seu ranking e no seu coração.

Quer saber? Eu mereço mais do que isso. Eu mereço muito mais do que isso, e aliás, obrigada por me mostrar que nem todas as pessoas merecem o meu coração. Algumas não merecem nem o meu sorriso de bom dia. 

Mas se você é tão incrível, por que continua vindo aqui?

Sabe, se você é tão bom por que insistir nisso?

É, meu amor, você deve ir lá e se amar você mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário