17 de dez de 2015

Leia com atenção ou não entenda.

O que eu quero te dizer é que desde que eu te conheci você tem sido uma lanterna brilhante e eu estou escrevendo isso porque sou covarde demais pra dizer olhando nos teus olhos e porque sou uma porcaria assumindo meus erros e porque morro de medo de perder as pessoas porque eu venho perdendo desde que eu nasci e por isso essa droga de muralha em volta de mim e eu nem sou tão grande e ela poderia ser menor por esse motivo mas o meu medo é gigante e simplesmente nada disso faz sentido e eu sei mas eu preciso de você porque me deixei precisar.

E sim, eu tomei fôlego porque acho que precisamos respirar. Sei que estás perdido, todos estamos afinal de contas, mas eu sei que eu te preciso. Não desiste de mim mesmo com toda essa paranóia e insegurança e loucuras e nem pelas minhas músicas ruins ou auto proteção exagerada, muito menos pelo meu medo ou minha mania de colocar pontos finais em mensagens informais e menos ainda pela confusão desse texto que me reflete.

Não desiste porque mesmo tendo chegado mil vezes no limite de me jogar da ponte eu dei um passo pra trás e senti o vento e aí desabei e chorei porque isso é o que eu venho fazendo.

Não desiste pelos meus cortes nos pulsos nem pelas cicatrizes, ou pelas vezes que me arranhei de propósito, não desiste pela minha tortura mental, não desiste porque mesmo que eu seja quebrada eu estou colada.

E estou me colando e preciso de ajuda e quero ajuda e

Não desiste por eu não terminar as coisas corretamente quando devo ou por desistir na met

É que apesar disso tudo eu sou bela e brilhante e amante da vida. Apesar disso eu sou poeta e o sangue que corre nas minhas veias é quente e meu coração bate e bate e bate forte e alto e eu amo. 

Apesar de tudo isso eu sou um algo pelo qual vale a pena lutar.

Sei disso porque venho lutando e outras pessoas lutam mas desistem e eu não quero que você seja outras pessoas porque eu não sou um qualquer eu quando estamos juntos e porque o sol é quente e aquece meu coração e me faz sorrir e lembrar do teu sorriso e eu não sei como respirar de novo.

Só não esquece.

Nem desiste.

Por favor.



Esse texto foi inspirado em um trecho de uma ficção que li, então se isso foi visto antes NÃO É UM PLÁGIO, até porque foi apenas uma inspiração. Esse era o recadinho. Xx.

Nenhum comentário:

Postar um comentário