29 de mar de 2015

Não desista da sua música...


...não desista dos seus sonhos. Não desista do que te faz ser quem você é.

Não desista do que te faz sorrir. Se te faz feliz, é porque vale a pena. Essa é a regra. Essa tem que ser a regra.

Não deixe de fazer o que você gosta porque eles dizem que não é pra você.

"Meninas não devem jogar videogames ou jogos de luta. Meninas não servem para futebol."

Isso tá errado. Tá errado!

Se alguém te disser que você faz algo que não deveria, que não combina com você, não faz seu tipo, pergunta para a tal se ela sabe o que significa "não fazer o tipo".

Namorado nenhum deve regular a maneira como você gosta de se vestir. As coisas das quais você gosta de fazer. As músicas que gosta de ouvir. A cor do seu batom preferido.

Não desista dos seus planos. Ninguém na nossa vida é tão especial que mereça que nós abandonemos quem somos e o que planejamos para nós mesmos. O amor não deve ser sinônimo de cobrança. Um relacionamento, amoroso ou não, deve libertar, deve trazer paz.

Feche os olhos agora.

Consegue ouvir?

É a música do mundo. A mais bela melodia existente em todo e qualquer cantinho desse universo.

O universo é muita coisa, eu sei, mas o que seríamos nós sem nossa música?

Todo mundo quebra promessas. Em algum momento, todos teremos que fazer o mesmo.

É duro, eu sei, não queremos machucar ninguém, mas como diz um sábio escritor que eu admiro muito, "as pessoas não tem noção das promessas que fazem no momento em que as fazem". 

A Terra gira, e giramos junto com ela. Às vezes trombamos nas pessoas, às vezes batemos a cabeça com força, às vezes nos machucamos sério.

Não deixe de fazer algo porque alguém vai falar. Bad news: alguém sempre vai falar. Sempre vai ter alguém para estar contra. Aliás, parece que tem muito mais gente para torcer contra do que para andar ao nosso lado.

Seja sua própria companhia fundamental.

E nunca, nunca mesmo, pense em abandonar a vida antes que ela abandone você. Todas as coisas tem o momento certo, e por experiência própria, adiantar ou atrasar algo só serve pra machucar. A si mesmo e aos outros. Serve só pra quebrar.

Teremos que deixar algumas coisas para trás mais cedo ou mais tarde. Outra coisa triste, mas as coisas fundamentais, as que formam quem somos lá no fundo, os nós que mantém nossa alma dentro do corpo, essas coisas, não podemos deixar escapar como se fossem poeira por entre os dedos.

Não desista de você. 

A vida vale a pena.

Você vale, também. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário