11 de jan de 2017

Resenha: Cores de um recomeço - Fernanda Campos



OLÁ! Tem alguém aqui?

Momentos.

Antes de começar a escrever sobre o que realmente me trouxe aqui, queria dizer algumas coisinhas:
Ficou programado pra atualizar o blog nas QUARTAS-FEIRAS, o que todo mundo que me conhece sabe que é um desafio gigantesco.

Aviso dois é que eu estou postando uma história no Wattpad! Yay! Interessados, me peçam e talvez eu fale dela aqui uma hora dessas :)

E finalmente, hoje vamos falar sobre CORES DE UM RECOMEÇO, #maiormanifestofeministaqueagenterespeita

Cores De Um Recomeço


Não sei se alguém daqui lembra, mas uns meses atrás fiz uma resenha de Tudo Aquilo Que Eu Não Sou, história da Vênus louca e desvairada (se não viu, dá uma olhada), da mesma autora de Cores, e assim como os outros romances da Nanz, trata de alguma questão psicológica e que precisamos falar sobre.

Cores conta a história da Menina Jess, e faz parte da Série Ponte Belo (que não segue uma ordem mas tem uns crossovers lindos), que costumava cronometrar sua vida em músicas. Sempre com o batom roxo e os fones de ouvido enormes, Jess levava a vida de forma normal, com um namorado bonito, uma melhor amiga legal e cafés da Lua.

Até que num dia, Jess não é capaz de suportar a pressão do julgamento de todos os lados, e vai pro outro lado do oceano. Irlanda.

Lá onde tudo é colorido demais, vive nosso príncipe irlandês, o Colin, que tem TDAH e bem, muitos vídeos na internet de suas quedas desajeitadas. Uma amiga azul empoderadíssima e uma vida sempre levada no mesmo caminho, até trombar em uma morena alta e forasteira.

Quando os dois mundos se colidem, a explosão é de cores vibrantes pra que todos possamos recomeçar.

Jess é uma história importantíssima, porque como eu já disse, é um manifesto feminista. Sutil, mas presente. Trata sobre vazamento de conteúdo íntimo, da culpa jogada nos ombros da vítima (sempre) e dos problemas pessoais de cada um.

Mesmo não sendo uma história sobre amor, é recheadíssima de amor.

Cores nos engrandece, nos quebra em pedacinhos e dá a oportunidade que nos descobrimos e encaixamos os pedaços que nos montam juntamente com Jess e Colin, além das coadjuvantes que não são secundárias de forma alguma.

Pois bem, a Fernanda nos destrói, mas é sempre por um boa causa.

A história está finalizada no Wattpad, e você pode encontrá-la nesse link aqui.

Aproveitem a viagem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário