15 de mai de 2016

Centésima postagem: As 100 coisas mais felizes e lindas do mundo todinho (lista com colaborações).

Foram dois anos, dois meses e uns dias, e dentre posts escritos e apagados, restaram 99 deles. Cada um especial por algum detalhe, e cada um contendo um pedacinho de mim. Eu não poderia deixar de postar o centésimo de uma forma especial. Por esse motivo, resolvi criar uma listinha das coisas mais lindas do mundo, e também das mais felizes. Porque acho que tudo que traz felicidade é belo. Sabendo também que eu não conseguiria criar isso sozinha, pedi ajuda pra algumas pessoas, e se eu te pedi essa ajuda, saiba que em algum momento nessa trajetória você foi ou é importante pra mim.

 É uma forma de agradecimento a todos que estiveram comigo nessa caminhada do Contando Estrelas, e uma fagulha de esperança para todos que lerem isso aqui. Sempre haverá motivos pelos quais vale a pena viver.

Espero que gostem.

As 100 coisas mais felizes e lindas do mundo todinho (lista com colaborações).


.       1.       Sabe quando você ouve uma música e ela entra pelos ouvidos e transpassa todo o seu corpo e adentra em cada poro?
     2.       Conhece a sensação de ver alguém se iluminar apenas por estar com você?   
     3.       Quando você se subestima e se surpreende ao romper suas próprias expectativas.
     4.       Ter aquela pessoa de sempre, para sempre, como sempre, sendo o sempre.
     5.       Quando alguém, em forma de palavras (cantadas, escritas ou faladas) te descreve e te toca e te ajuda.
     6.       Quando você abraça alguém e aperta forte, e fecha os olhos porque se sente em casa.
     7.       Confiar nas pessoas a ponto de dividir seu café, emprestar seus resumos e seu notebook.
     8.       O crepúsculo de um lugar aonde a civilização não chegou tão urbana.
     9.       O simples ato de parar e observar.
    10.   Abraçar a mudança e acolhê-la calorosamente.
    11.   Perceber que se apaixona a cada dia, intensamente, por alguém que vale de verdade. Você mesmo.
    12.   Quando alguém te diz: ei, obrigada por escrever o que sempre me melhora. Me ajudou demais. Ou simplesmente: você é incrível. Não pare nunca de escrever.
    13.   O sol preguiçoso, mas constante, cedinho.
    14.   O céu quando está se formando uma tempestade: cinza, pesado e complicado.
    15.   As estrelas que vejo só em algumas partes. Infinitas, brilhantes e aglomeradas.
    16.   Topar em alguém no meio do caminho, ei, quer continuar trilhando ele comigo? Pelo menos uma parte dele?
    17.   Um verso tonto que não faz sentido, mas faz sentir.
    18.   O tempo, que não importa tanto na maneira tradicional de ser contada.
    19.   Um bilhetinho feito à mão com todo amor e carinho.
    20.   Um banho de mar gelado num dia quente.
    21.   Um banho quente, num dia frio.
    22.   A arte em todas as suas nuances, apresentações e vertentes.
    23.   Fazer alguém sorrir.
    24.   A sensação do vento no rosto quando tudo parece fora do lugar.
    25.   Aquele entendimento de quê podemos sentir todas as coisas, principalmente as coisas boas e que tudo isso é tão maravilhoso e que fazemos parte disso.
    26.   Estar com as pessoas mais especiais da nossa vida naquele momento, tendo cinco anos de idade mental, mas plenamente satisfeitos apenas por estar ali.
    27.   Quando está chovendo e é um dia escuro, aí você senta na janela e sente a brisa soprar no rosto, ouvindo música.
    28.   Ver alguém realizado por aprender algo e saber que fez parte disso.
    29.   Sabe quando você está numa rodinha e tem alguns violões e um Cajon e umas vozes cantando e uns sorrisos e umas músicas boas e você se sente incrível?
    30.   Sentir que faz parte de algo.
    31.   Receber e fazer cafuné.
    32.   Um café (eu prefiro com leite e açúcar, pufavô) bem quentinho, pra aquecer o corpo e a alma.
    33.   Quando você está no carro em uma viagem longa, e passa num túnel, e aumenta a música até que não se ouça nada além dela.
    34.   Conhecer lugares novos.
    35.   Sair pela cidade e achar casas diferentes e muros legais e tirar umas fotos e se sentir maravilhos@.
    36.   Sentir cada nervo do seu corpo quando faz exercício, e superar cada um dos seus limites.
    37.   Agradecer, e ao fazê-lo, descobrir que tem mais para se sentir bem do que o contrário.
    38.   Acreditar e se deixar guiar pelos seus sentimentos.
    39.   Prestar atenção nos detalhes. Amá-los.
    40.   Conseguir perdoar. Principalmente você mesmo.
    41.   Ajudar as pessoas. Conhecidas, desconhecidas, que já te fizeram mal ou só te ajudaram. Já era dito: fazer o bem sem olhar a quem!
    42.   Quando um bebê segura com aquela mãozinha minúscula um dos seus dedos e te olha com aqueles olhos brilhantes de quem ainda se encanta com a vida.
    43.   Acordar e perceber que pode dormir mais um pouquinho.
    44.   Escrever cartas. Com ou sem destinatário certo!
    45.   Dançar.
    46.   Música ao vivo.
    47.   Um dia frio, uma boa história e uma panela de brigadeiro.
    48.   Se aconchegar depois de um dia exaustivo no conforto da nossa cama e das nossas cobertas.
    49.   Ter a liberdade de dizer o que sente.
    50.   Receber um elogio.
    51.   Conhecer alguém e dizer: meu Deus! Nós somos a mesma pessoa?
    52.   Descobrir que não é a pessoa mais estranha e deslocada do mundo.
    53.   Ter alguém para chamar de lar.
    54.   Ter seu esforço reconhecido.
    55.   Ouvir um: ei, eu sei que você não tá legal. Mas não importa. Eu estou aqui.
    56.   Ouvir o que as pessoas têm a dizer.
    57.   Ouvir uma história de amor real e cotidiana.
    58.   Comer a comida preferida.
    59.   “Todo mundo” diz o menino de dez anos.
    60.   Falar com alguém que não fala há tempos e ser exatamente como sempre foi.
    61.   Saber que mesmo que compromissos tenham que ser cumpridos e que tenhamos que levantar cedo, em alguém momento, tudo isso será compensado por apenas ver alguém.
    62.   Quando sabem que eu amo acústicos e me mandam áudios tocando no violão os instrumentais de músicas que eu amo.
   63.   Pessoas que se importam, ajudam e veem as outras de verdade.
   64.   Família.
   65.   Algumas pessoas que nos deixam felizes só por existirem.
   66.   Se sentir importante.
   67.   Ouvir que tem gente que é feliz apenas por ser feliz. Pelo simples fato de estar vivo.
   68.   Perceber a alegria que é contida em algumas palavras.
   69.   A gratidão direcionada a si.
   70.   Caminhar na beira do mar.
   71.   A sinceridade contida num carinho.
   72.   A permanência.
   73.   A certeza de que mesmo que tudo tenha um enfim, é infinito em sua duração.
   74.   Se apaixonar pela mesma pessoa todos os dias.
   75.   Perceber o quão especial você é para alguém, e o quanto a pessoa se preocupa.
   76.   Ter histórias para contar.
   77.   Ter quem as ouça.
   78.   Saber que nesse exato momento, tem gente realizando seus sonhos e se sentido a pessoa mais feliz    do mundo.
   79.   Superar um medo, não importa o quão bobinho ele seja.
   80.   (Re) Encontrar uma música que era sua preferida um tempo atrás.
   81.   Perceber que se livrou de um sentimento ruim e uma relação abusiva.
   82.   Ouvir uma música que te faz fechar os olhos e dançar sozinho num quarto.
   83.   Cozinhar.
   84.   Saber que tem alguém no mundo que atravessaria o oceano com você se pedisse.
   85.   Riscar na agenda compromissos realizados.
   86.   Ir ao cinema.
   87.   Andar de bicicleta ouvindo música com o vento bagunçando os cabelos e fazendo cócegas no rosto.
   88.   Fazer aniversário.
   89.   Alguém declarar tudo o que sente e vê de bom em você.
   90.   Acalento de mãe.
   91.   Descobrir que o que fazia doer, hoje não faz mais nada.
   92.   A contagem regressiva do ano novo.
   93.   A sensação de liberdade.
   94.   Descobrir as diversas manifestações de felicidade na vida de cada um.
   95.   A sensação de missão cumprida.
   96.   Fazer listas de coisas boas.
   97.   Filmes típicos de Sessão da Tarde.
   98.   O amor, clichê, inspirador e verdadeiro.
   99.   Fazer algo que você imaginou que nunca conseguiria.
100. Chegar até aqui.

8 comentários:

  1. Obrigada.
    Vou guardar essa lista comigo, fazer várias cópias e deixar no armário e na casa de quem de vez em quando se esquece que só o fato de viver já vale a pena
    E obrigada por entender tão bem as pessoas e mesmo tendo errado contigo, e com os outros, você puxar pra perto e dizer "ei, tá tudo bem, todo mundo erra".
    Obrigada também, por escrever tão bem e ter sido o meu conforto em alguns dias tempestuosos.
    Obrigada, inclusive, por voltar metade do caminho só para eu buscar meu notebook sem eu ter pedido pra ser acompanhada.
    Obrigada por ter me confortado antes do primeiro dia de aula, e por ter me apresentado a escola e me recebido de braços abertos com um grande "agora você é nossa caloura".
    E obrigada por ser você, de todas as formas e essências que só alguém que entende e sente, e tem empatia pela vida, pode ser.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais linda, Dani! Mas acho que não mereço tantos agradecimentos. Tudo o que eu faço é só por ser uma pessoa. E só. Ainda assim, agradeço por isso e digo que continuarei fazendo o que sempre fiz. Um beijo <3

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que nem sei o que escrever. Na verdade é isso. Eu nunca sei, meu problema é conseguir organizar meus sentimentos em palavrinhas, também como você consegue. Eu acho que uma das melhores coisas que eu já fiz, foi incentivar você, Letrícia, a criar o CE. Aqui é o teu mundinho, e quem entra, mesmo que sem pedir licença, consegue perceber. Obrigada por ser você, por ser essa menina complicada, diferente, inteligente, geminiana com lua no melhor signo (não disse qual), por ser aquela que me "ouvia" nas madrugadas desabafando sobre coisas aleatórias que só faziam sentido na minha cabeça, por ser minha mãe adolescente, minha companheira de viagem, de quarto; por ser aquela que me manda calar boca e soca brigadeiro na minha boca, me trata como criança mas faz parecer ok. É realmente é. Obrigada por ser aquela que chorou por mim. Eu não esqueci de nada Lê, e nunca vou esquecer. Se for preciso, saiba que eu faria tudinho. Parabéns pela 100 postagem, linda ��✨

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo incentivo, e eu vou continuar sendo essa mãe chata que tu odeia que eu seja, mas entende que eu faço só porque te amo. Obrigada, de nada, te amo amo amo <3

      Excluir
  4. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
    Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
    Sou António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir