24 de mar de 2016

Talvez em alguma esquina

                Talvez na da rua da sua casa, na que cruza minha vida com a tua, quem sabe o que o destino anda planejando pra gente? Talvez a gente se esbarre por aí e o sorriso acenda, pode ser que o olhar ilumine ou apague. Espero não te ver virando o rosto, mesmo que eu saiba que há grande chance de tal coisa acontecer. Vi seu status, parece que o passado você quer deixar pra trás, e estou nele, não é? 

               Aparentemente não acrescento nada de bom que te faça acreditar que dá pra seguir em frente carregando as lembranças.

                É triste saber que um estranho conhece muito bem você, sabe? Ou conhecia, já que tua partida partiu-me e nem sei que pedaço deixei cair. Espero que alguém tenha o juntado.

                Mas é que o mundo é pequeno e temos uma interligação bizarra, além de que essa cidade minúscula e alguns de nossos interesses forçam encontros casuais.

                Talvez você esteja com outra pessoa quando nos encontrarmos, nessa esquina. Talvez eu esteja, talvez estejamos felizes, ou quem sabe em um dia bom? Eu te convido para um café e você sorri pra mim como costumava fazer quando tinha 17. Aí vamos falar sobre nosso presente, lembrando do passado que construímos juntos. Falaremos dos sonhos que realizamos e dos que acabamos desistindo, principalmente dos que sonhamos um dia juntos.

                Talvez estejamos precisando de colo, ou de um rosto conhecido, de um alguém que nos entenda só como nós podemos fazer um com o outro. Mas seremos pessoas diferentes, e não temos como saber.

                Eu duvido que você me apague totalmente. Erramos sim, mas fomos bons. Eu tenho certeza que uma lembrança vai te pegar de surpresa e te fazer sorrir. Falo porque te conheço, falo porque eu te sinto. É, ainda tenho essa das energias.

                Talvez essa esquina só exista nesses nossos corações pra sempre com um pedaço trocado. Nos encontraremos ali, mataremos saudade nas nossas lembranças.

                Eu não sei o que será de mim daqui a um dia, quem dirá uma vida ou um tempo incerto em que o universo me fará esbarrar em uma das melhores pessoas que eu já conheci. Não estou esperando, pode ter certeza de tal fato, e nem vou, mas sinto que tropeçaremos um no outro mais uma porção significativa de vezes e não quero todo o amor transformado em indiferença, rancor.

                Quero a paz do teu abraço simpático e a certeza de que, quando nossos olhos se encontrarem, você também sentiu que eu senti e continua sentindo certo carinho, mesmo que por quem fomos. Certo apreço pela vida mesmo com suas pegadinhas traiçoeiras.

                Mas quem sabe, talvez em alguma esquina...


2 comentários:

  1. Ai <333333333333
    Não existe palavras para descrever o quanto você é incrível, e o quanto eu tenho prazer de ter conhecido essa pessoa única que é você.

    ResponderExcluir
  2. Somos todos unicamente nós. Obrigada <3 3333

    ResponderExcluir