21 de mai de 2015

É quando a gente é mais um pouco.

Não é justo colocar nossa felicidade na mão dos outros. Não é justo comparar nossa vida com a alheia. Não é justa toda essa distância. Não são justas nossas opções. Não é justo que as pessoas tenham noa abandonado sem explicação. Não são justas as circunstâncias. Simplesmente o tempo é mais injusto ainda do que todas as injustiças.

Mas quando que você vai parar para perceber que culpar tudo pela injustiça das circunstâncias e das nossas opções não faz o mundo ser mais justo?

Não deixa as coisas mais claras.

Não responde as nossas perguntas.

Não resolve tua vida.

Nem a minha.

Então para de dizer que tudo é injusto porque sabemos que sim.

Mas sabemos também que ter algo para fazer transforma nossas preocupações em nada por um tempinho.

Quem vai a luta deixa avida mais justa.

Só um pouco. Mas é disso que a gente precisa. De pouquinho mais pouquinho. Aí a gente junta um montão.

E se junta, e vira multidão.

E vive.

E esquece a injustiça que é a vida.

E sorri mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário