11 de mar de 2014

Você não é mais a mesma pessoa.

“Você não é mais a mesma pessoa comigo” como assim? Aí você lê algo assim e fica se perguntando o que diabos isso quer dizer.

E você garota, você não mudou? Continua a mesma de sempre? Ainda brinca de bonecas, não pensa em garotos e não é fã daquela banda tão famosa?

Você já parou para pensar que talvez você, você e você, e mais ninguém tenham mudado? Talvez naquela conversa em que ele fez um comentário sobre o ponto alto do seu dia e você respondeu com um “hum”. Mas Deus o livre de mandar algo igual para você, hum é pecado, é cruel, é sinal de que a pessoa já não tem mais paciência com a sua rotina, com as suas coisas, com os seus dramas. Não esqueça, eu te conheço. Te conheço até melhor do que a garota que se diz sua melhor amiga. Eu leio em você que tens a necessidade de que alguém tenha a necessidade de você. Que ninguém ouse te ignorar, mas como assim, afinal, você não é o centro de tudo?

Não meu amor, você não é.

Por favor, se coloca um pouco no lugar dos outros e no seu próprio lugar, coisa que você não faz a meses. Respeite o  outros para ser respeitada pelos outros.  E pelo amor de Deus, tira esse fone de ouvido e essa expressão de tédio quando eu falo com você, pois essas palavras são para você e ninguém mais.  Mas, como diria aquela nossa antiga professora, se o chapéu servir.

E outra coisa. Deixa. De. Drama. Uma menina bonita, inteligente, bom – papo, bom – humor, facilidade de fazer amigos. Para de drama, e de frescura, todos temos problemas e você sabe bem disso.

Então, por favor,  não me venha dizer que alguém mudou com você, pois você está em constante mudança de atitude e de humor. Fala uma coisa e faz outra. Faz um favor para todo mundo e se situa no mundo, menina.

Todos mudamos sempre, mas as vezes simplesmente cansamos.

Cansamos de pessoas derrotistas. De pessoas mesquinhas. De pessoas recalcadas.

De pessoas que nunca crescem e que cobram isso de todo mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário