4 de mar de 2014

Ultimamente...



... eu tenho sonhado bastante. Acordada, dormindo, ouvindo aquela música de uma cantora que já senti ciúmes. Tenho perdido as coisas e os pensamentos. Tenho lido bastante, e isso me faz querer escrever, mas aí não sei como começar. Tenho pensado no futuro, e no passado, consciente e inconscientemente. Querendo ou não. Tenho tomado banhos demorados. Tenho ouvido músicas de um cantor que já ouvi falar mas nunca parei para ouvir, e é com ele que estou escrevendo agora.

Olá, John Mayer.

Ultimamente tenho xingado bastante. E estou rindo mais ainda. Ultimamente eu venho falando besteiras, ouvindo besteiras, e claro, comendo besteiras.

Vulgo brigadeiro.

Eu tenho fuçado em blogs, e não em perfis de outras pessoas, pois ao contrário deles, os textos me fazem sorrir. Tenho lido, e relido livros que adoro. Estou compartilhando trechos de músicas antigas com meus amigos. E as ouvindo claro.  Tenho estado em paz.  Tenho rezado mais, e acreditado mais também. Tenho tomado mais café. Se é que isso é possível. Tenho começado e recomeçado. Textos. Conversas. Posts. Amizades. Músicas. Histórias. Tenho mudado meu gosto musical. Variado. Ouvindo coisas diferentes. Como agora.

Cara, eu estou mesmo ouvindo uma música em francês? Eu me acostumaria a falar essa língua.

Ultimamente eu tenho me apaixonado diversas vezes. Por coisas. Por pessoas. Por músicas. Por bandas. Por palavras. Por livros. Por pensamentos. Por comidas. Por mim mesma. Tenho falado a verdade. Tenho feito jus ao nome do blog, e contado estrelas. E cara, como elas brilham. Tenho elogiado, sem me importar em ser elogiada de volta. Tenho brincado com antigos amigos. Com antigos colegas. Tenho sonhado com o dia em que finalmente vou acordar e parar de sonhar.

Ou continuar sonhando. Sempre.

Eu nem sei o que anda acontecendo comigo ultimamente, e praticamente não sei quem eu sou. Só que por isso mesmo, eu sei. Ultimamente eu tenho aprendido, e perdido.

Ultimamente, eu venho me encontrando cada vez mais. E me apaixonando na mesma frequência e intensidade.

Por mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário